Página Inicial > Análise, Board Games > Como jogar Marco Polo fora da piscina!

Como jogar Marco Polo fora da piscina!

Eu não sei exatamente onde, quando e como isso começou, mas eu vejo muita gente associar o nome Marco Polo com aquela brincadeira na piscina que eu só vi acontecer em um outro filme norte americano, mas a real é que Marco Polo é o nome de um famoso comerciante e explorador Italiano que viveu durante os anos 1200 e tem uma série muito legal no Netflix (assistam!). No nosso caso aqui, o jogo As Viagens de Marco Polo  é um dos jogos mais legais que eu já joguei e eu vim aqui falar um pouco sobre ele e ensinar a galera a jogar.

A ideia do jogo é representar as viagens de Marco Polo, que saiu de Veneza e percorreu várias cidades do continente asiático, tendo inclusive conhecido o poderoso Kublai Khan. No jogo você não necessariamente controla Marco Polo, você controla personagens ligados à ele (direta ou indiretamente) e precisa coletar Ouro, Pimenta e Seda para completar contratos comerciais para conseguir pontos, além de visitar cidades e construir postos comerciais nestas cidades para poder fazer as ações especiais destas cidades.

Ele é um jogo muito reconhecido por ser “quebrado”. Todos os personagens parecem ser muito quebrados com seus poderes especiais, o que sempre leva ao debate: “Se tudo é quebrado, então o jogo é na verdade muito equilibrado?”. Essa sensação acontece porque, por exemplo, o jogo tem a mecânica de alocação de dados, onde você rola seus dados no começo da rodada e aí vai utilizá-los da melhor forma, de acordo com o valor que saiu em cada dado. Existe um personagem que simplesmente não rola os dados, e coloca o dado no valor que quiser onde ele quiser quando ele quiser. Ou seja, o fator sorte dos dados é totalmente anulado com esse personagem. Uma outra dificuldade do jogo é viajar, pois as viagens são caras e percorrer o mapa pode ser bem complicado. Porém, tem um persongem que pode teleportar de um ponto do tabuleiro para outro sem o menor problema, encurtando totalmente os espaços. Tenho certeza que vocês podem perceber como esses dois exemplos (existem mais 6 personagens) já motram o impacto dos poderes especiais.

A rejogabilidade do jogo é muito boa, pois no tabuleiro existem 7 cidades e cada uma delas possuirá uma ação especial, que somente quem tem um posto comercial nessa cidade poderá usar (uma das cidades possui 3 ações, então são 9 ações de cidade por partida). Porém, o legal disso é que essas ações não são impressas no tabuleiro, elas são adicionadas por cartas que são sorteadas no setup do jogo. São 31 cartas de ações no total, onde somente 9 cartas entram em jogo. Ou seja, é muito difícil que você tenha duas partidas iguais, o que te dá sempre uma sensação de novidade e interesse a cada partida que você jogar.

Existe muito mais coisa pra falar, mas acho mais legal mostrar. Veja abaixo o meu vídeo ensinando como jogar o excelente Marco Polo!

Um abraço!
Johnnymaxx

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.