BlogMaxx

A Crise no Crysis 2 (multiplayer)

por em 19 mar 2011, categoria Análise, Games


Olá!

Esta semana era muito esperada por todos os detentores de um Playstation 3, grupo no qual me incluo. Na atualização da terça feira da rede online PSN, foi lançada a Demo Multiplayer do aguardadíssimo jogo Crysis 2. Como todos sabem, o primeiro jogo da série foi o ponto de virada nos gráficos de FPS para PC, e como não poderia deixar de ser, a sua continuação vem com uma enorme responsabilidade de, ao menos, repetir o feito. Mas será que conseguiu? Continue lendo para ver a minha experiência e opinião sobre o Demo Multiplayer do Crysis 2 no Playstation 3.

Bom, tudo começou na quarta feira. A atualização da PSN é na terça feira a noite, por volta das 22 horas, horário de Brasília, então eu só fiz o download e deixei para jogar no dia seguinte, pois eu trabalho somente a noite, então teria o dia inteiro para testar o demo. E logo de cara, frustração: Não conseguia fechar conexão com os servidores de jogo na grande maioria das tentativas.

Nos raros momentos em que eu conseguia fechar a conexão, me deparava com 3 minutos do sistema procurando jogadores, sem achar nenhum, até que a conexão com o servidor fosse perdida novamente. Isso se passou por mais ou menos uma hora, até que eu desisti e fui jogar outras coisas.

Mais tarde, perto da hora de sair pra trabalhar, finalmente conectei fácil nos servidores e achei gente pra jogar. E aí foi outra decepção: O jogo não traz nada de diferente nos seus objetivos, o mapa é pequeno (somente 6 x 6) e, hoje em dia, um FPS no PS3 que não utilize do Playstation Move, já perde uns 5 pontos logo de entrada (sim, o Playstation Move é a ferramenta ideal para se jogar FPS no console, sem comparação com o Dualshock).

Na jogabilidade, eles se focam em falar do seu traje de batalha, o Nanosuit (quem jogou Metal Gear Solid 4 vai lembrar dele), mas que não faz nenhuma função diferente do que vimos em outros FPS, de formas diferentes. Talvez seu único ponto realmente original seja a possibilidade de pular e dar um golpe no chão, impactando todos em sua volta. Mas é muito pouco para tanta propaganda.

Já nos objetivos, ao menos na Demo, só tem o simples Deathmatch e um de capturar pontos. Novamente, nada novo, e extremamente raso, pois com um mapa tão pequeno só para 6 x 6, a questão estratégica fica bem comprometida e o negócio é só ter o gatilho mais rápido mesmo. Talvez tenham optado por poucos jogadores, para que o processamento não fique comprometido devido à qualidade gráfica do jogo.

Os gráficos são realmente lindos, mas não só já se mostra ultrapassado pelos vídeos que vimos do Battlefield 3, como também não é só de gráficos que vive um jogo. É claro que eu não posso aqui falar que o jogo em si é ruim. Afinal, só joguei o demo do modo multiplayer, pode ser que o modo campanha tenha algumas surpresas. Mas o fato é que o objetivo da Demo, é te mostrar um pouco do jogo e te incitar a comprar o jogo inteiro. E nisso, pra mim, eles falharam totalmente.

Parece que os produtores ficaram tão preocupados em repetir o avanço tecnológico do primeiro jogo, que não se preocuparam com a jogabilidade em si, em fazer algo revolucionário no que diz respeito ao jogo. Lembremos que os jogos mais marcantes na história do vídeo game foram os que mudaram algo na jogabilidade, não nos gráficos. Vide Pac Man, Super Mário, e para se manter no FPS, Doom e Half-Life.

É como se o jogo Crysis fosse feito exclusivamente para mostrar a capacidade gráfica da Cryengine, a ferramenta na qual o jogo é construído. Foi assim com o primeiro jogo, parece ser assim com o segundo também.

E pra fechar o post, o que me deixa mais triste, é que o jogo está cheio de defeitos antes do lançamento. O problema que eu estava tendo ao tentar conectar ao modo multiplayer não era exclusividade minha, era problema nos servidores mesmo. Por isso, o demo foi retirado da PSN ontem, sexta feira. O que irrita, é que este mesmo problema já tinha acontecido no Xbox 360, quando a demo multiplayer foi lançada lá semanas antes. Ninguém aprendeu com o erro daquela vez?

Mais uma vez, sinto uma enorme vontade de fazer um post sobre o que acho dos FPS de hoje em dia, no qual o Crysis 2 é um perfeito exemplo. Porém me falta tempo para tal. Apenas saibam que não estou feliz, e sinto que estão tentando fazer com o gênero, o mesmo que fizeram com os jogos musicais.  O destino pode não ser o mesmo, devido a importância universal que teve o FPS ao longo dos anos, mas isso precisa servir de alerta.

O jogo será lançado nos EUA no próximo dia 22, terça feira, o que significa que temos a possibilidade de ver alguns reviews dele ainda neste fim de semana. Aguardemos as opiniões para saber se ele será bem aceito pelos especialistas. Porém, infelizmente, a minha primeira impressão foi bem fraca.

Um Abraço!
Johnnymaxx

:, , ,

Procurando Algo?

Digite aqui o tema que você procura:

Não achou o que procurava? Então, deixe um comentário, ou entre em contato pelo e-mail falecom@johnnymaxx.com.br para sugerir este assunto ao nosso administrador. Obrigado!

Visite o blog de nossos amigos!

Alguns blogs altamente recomendados, sobre vários assuntos